Amores Infinitos

0
77

O início de um relacionamento é sempre maravilhoso. Os apelidos carinhosos, os muitos planos, e todas as grandes promessas.

Promessas de amar para sempre e passar a eternidade juntos. E não são promessas jogadas ao vento.

Nenhum relacionamento tem fim de verdade. Se pararmos para refletir, todas pessoas com quem nos relacionamos, levamos até o fim da vida, em infinitas memórias.

Li em um livro sobre os diferentes infinitos. Infinitos maiores, e menores, entre um número e outro.

O autor John Green escreveu: “…existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros…”

Relacionamentos são assim, pequenos infinitos que te levarão a outros infinitos, sem nunca ter um fim.

Quando alguém entra em nossa vida, por mais que não permaneça, sempre deixará um pouco dela em nós. Principalmente quando essa pessoa se torna um grande amor.

Já vi tantos namoros em que o casal diz “te amarei para sempre”, e por mais que alguns desses mesmos namoros tenham terminado, eu presenciei as tantas vezes em que um lembrou de algum momento com o outro. Um momento bom, que lhe fez questionar o que aconteceu para ter terminado, ou um momento que não seja tão agradável, que lhe fez agradecer por ter seguido em frente.

Pessoas mudam, e isso talvez passe a impressão de que deixamos de amar, quando na verdade, apenas não amamos as mudanças que aconteceram. Alguns relacionamentos não evoluem junto com as pessoas que estão envolvidas nele, e aí vem um término. Mas aquela pessoa que você já amou, vai continuar sempre amando, nas fotos que tiraram juntos, nas mensagens que foram mandadas, nos momentos que viveram, e que em algum dia será lembrado, seja por você, ou por alguém que conviveu com o casal.

E talvez um dia você conte a história desse amor para um filho, um neto, ou apenas para um amigo. Ou talvez não conte para ninguém. Mas o que você viveu, apesar de não ter durado, trouxe uma lição para sua vida, e disso não tem como fugir.

Enquanto escrevia, resolvi fazer uma pausa e entrar em uma das minhas redes sociais, e vi uma postagem que dizia assim: “Não sou ex de ninguém, se o namoro acabou, nem te conheço.”. E isso me fez pensar, só porquê o relacionamento não deu certo, não significa que você tenha que esquecer que a pessoa passou por sua vida. Não existe uma regra de superação, em que diz que você tem que fingir a inexistência de alguém para parar de sofrer por ela.

Nossas vidas são formadas de lembranças, e não é por conta de uma lembrança ruim, que devemos esquecer tudo de bom que já vivemos ao lado de alguém.
Superar não é esquecer. Superar é se lembrar sem sentir dor ou mágoa.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVocê sabe qual o seu fetiche?
Geizi! Mineira de BH, formada em corações pela vida, e se mantendo viva em cada palavra escrita.